Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Dá para todos!

por aquimetem, Falar disto e daquilo, em 15.09.13

 

          Quando a terra é boa as sementes produzem bons frutos. Assim acontece com as pessoas virtuosas que pelo seu exemplo e atitudes deixa marcas que não se apagam. E mais não digo.

          Este fim de semana vim até à capital do barro leiriense, e uma vez aqui a visita ao Casal dos Afonsos é obrigatória. No sábado pela manhã, dia da Exaltação da Santa Cruz, passei pela igreja e aproveitei para com um pau matar dois coelhos. Visitas feitas, a hora de almoço começava a aproximar-se e dele tinha ficado a tratar a minha cara metade. Mas é como disse, as pessoas virtuosas também são ricas em generosidade. Quando me preparava para sair surge uma ordem do n/tenente-coronel Afonso, reforçada pela da Gabriela, sua esposa, para com eles comer a sopa feita de legumes da sua horta. Foi só fazer uma chamada que suspendeu o trabalho da minha cozinheira, e por volta das 13:00h ai estavamos nós todos abancados à mesa, no alpendre da ti Beatriz Rata. Mas antes fomos colher a fruta para a sobremesa, acompanhados pela n/anfitriã.

           Aqui andam os citadinos agricultores no meio da plantação

           Com três granadas de lhe tirar o chapéu, o n/tenente-coronel até parece um lavrador, e é.

 

            Como dizia ali a Gabriela: Deus é muito nosso amigo, dá-nos destas coisas sem nenhum esforço nosso. - Eu acrescento: para vós, para os amigos e para os que à socapa vão de noite ao meloal. Dá para todos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:50


2 comentários

De Costeira da Murta a 18.09.2013 às 10:59

Bem prega Frei Tomás

O estimado repórter, aproveita bem todas as oportunidades que lhe surgem e faz muito bem.
Primeiro, fico muito agradado de ver que retomou as visitas à Bajouca com a sua dileta esposa, o que é muito bom sinal.
Depois, para marcar presença em festas, passeios e repastos, só basta estalar os dedos, sendo mútuo o prazer pelo encontro e pela convivência, conforme é bem atestado nas suas reportagens.
Pelo que parece, o mesmo se verifica cada vez que acontece encontro os seus familiares e amigos.
Estes por sinal, por brincarem às hortas, pensam que já entendem de agricultura! Ou então, talvez seja para consolar a mãe Beatriz, que para estas lidas lamentavelmente já não tem energia.
Tudo isto é fácil, muito bom e dá saúde.
Mais difícil será praticar sempre as boas ações e ter disponibilidade para aqueles com quem não temos tanta afeição ou eles connosco e com os quais cruzamos muitas vezes!
Nessas ocasiões, de fininho, preferimos sair de cena ou então, assobiamos para o lado.
Por isso, esses artistas da reportagem não fazem nada de especial, porque, como parece, pouco ou nada lhes custa e pelo que trás nos braços e do que já tem na bagagem, já não restará grande coisa na horta.
Blá, blá, blá… Bom! Bem prega Frei Tomás, faz o que ele diz, não faças o que ele faz!
Saudações

De aquimetem, Falar disto e daquilo a 22.09.2013 às 00:28

São sempre bem-vindos os comentários de quem atento às noticias da terra tece a sua opinião. Reporte de andar por casa, minha ou dos vizinhos, procuro sempre que posso da Bajouca dar a saber. Desta vez foi do almoço muito bom e proveitoso, uns três dias depois foi um jantar na mesma casa franca da ti Beatriz Rata que mereceu também noticia. Meu caro: se neste post viu melões e melancias nos braços do n/ tenente-coronel Afonso, vá ver o blog terrasdolis onde vai ver uma irmã dele com uma grande alguidarada de ameixas que colheu no cerrado dos Afonsos. Até a ti Saudade Rata se deliciou a provar, assim como aconteceu primeiro, com a melancia....

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D