Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




furo da generosidade....

por aquimetem, Falar disto e daquilo, em 22.10.08

Tortosendo - Seminário do Verbo  Divino

           O Verbo Divino é uma comunidade religiosa e missionária de leigos e clérigos, provenientes de diversos países e culturas, que se reúnem em comunidade para levar a todos a Boa Nova do Amor de Deus. O seu fundador foi Arnaldo Janssen, um sacerdote alemão que na Holanda transformou esse sonho em realidade, no ano de 1879.  Nesta altura está  a decorrer o Ano Jubilar que teve início no passado dia 28 de Janeiro para assinalar os cem anos da morte de São José Freinademetz, o primeiro missionário do Verbo Divino, e que encerrará no próximo dia 15 de Janeiro de 2009, com o centenário da morte de santo Arnaldo Janssen.  

Capela do Seminário, onde se  pode ver  os retratos

de Santo Arnaldo e São José Freinademetz.

Igreja paroquial de Tortosendo,

consagrada a N.S. da Oliveira

interior da igreja - Altar-Mor

          Esta Comunidade veio para Portugal na década de 40, guiada pelos seguintes propósitos: contribuir com o seu carisma para uma maior consciencialização missionária do povo português e promover as vocações missionárias. O local escolhido foi uma velha casa situada na Quinta do Prazo, nas imediações da então muito industrializada vila de Tortosendo, importante freguesia do concelho da Covilhã, consagrada a Nossa Senhora da Oliveira. É nesse frondoso e acolhedor espaço rural que não demorou a construção de um amplo edifício destinado a receber e formar potenciais candidatos a missionar e que a quinta em boa parte abastecia de fruta, azeite, hortaliça, e o mais ali produzido.

          Desta que em Portugal é a casa-mãe - surge em 1949- , vão sair os primeiros padres missionários portugueses do Verbo Divino, e dali vai também a Comunidade em causa irradiar os seus frutos culturais  e apostólicos pelo país fora, abrindo outros espaços de formação e labor: Guimarães, em 1952; Fátima, em 1953; Lisboa, em 1968, e Almodôvar, em 1993.

          Aproveitando o Dia Mundial das Missões que ocorreu no passado domingo, dia 19, um representativo grupo de fiéiis da comunidade paroquial de Santo Aleixo da Bajouca-Leiria, encabeçado pelo seu pároco, Sr. Padre Abel, deslocou-se em passeio de missão e cortesia até Tortosendo, para com a comunidade local e os amigos do Verbo Divino festejar a data. Pesou aqui a já muito divulgada notícia do "projecto missionário 2008" que o Verbo Divino,  atendendo à solicitação da Irmã Luísa Fagundes, uma brasileira radicada em Chalaua (Moçambique),  lançou no sentido de com  a generosidade dos Amigos do Verbo Divino arranjar verba para  mandar abrir um "furo de água" naquela localidade onde os nativos têm, tinham, que percorrer ( 10, 15, 20 ou mais quilómetros) para apanhar um pouco de água de má qualidade.  A campanha foi lançada e com muita generosidade e labor dos Amigos do Verbo Divino(AMIVD) conseguiu-se o dinheiro necessário para fazer o furo.

          A Bajouca, onde uma dinâmica  equipa dessas generosas almas tem morada, esteve desde a primeira hora empenhada no projecto: com diversas feiras missionárias, almoços-convívio, pão cozido e vendido para esse efeito, etc.etc. Por isso mais esta deslocação a Tortosendo, com saída na manhã de sábado, dia 18, e passagem por Figueira da Foz, Porto da Raiva (pq almoço na áre de serviço), Oliveira do Hospital, Seia (almoço e visita ao Museu do Pão), Lagoa Comprida, Torre, Penhas da Saúde, Covilhã e recepção amistosa no Seminário de Tortosendo, onde se jantou e pernoitou.

          No domingo, depois  do pequeno almoço, foi celebrada Missa, ás 11h00, na igreja paroquial de Tortosendo pelo pelo Padre Soares, do Verbo Divino, que o Padre Abel, pároco da Bajouca, concelebrou.  E por volta das 13h00 as portas do refeitório do seminário foram abertas para servir o almoço aos participantes nessa jornada de solidariedade, muito animada com "feira missionária" que abriu às 14h00; Oração Missionária - DOMUND 2008, que na capela do seminário teve início às 15h30, e um magusto aberto a toda a comunidade tortosense que principiou às 16h30, e onde o vinho da "Pedra do Urso" foi rei...  

Aqui o Sr.  Pe. Soares dá a noticia e mostra um DVD onde 

 se vê o momento exacto em que do furo jorrou água, e...

houve festa com tambores, em Chalaua.

          Com os olhos radiantes e a alma agradecida por este passeio e convívio, os bajouquenses cerca das 18h00 deixaram Tortosendo, agora pelos túneis da Gardunha, Castelo Branco, Sobreira Formosa, Pedra do Altar, Ansião, Pombal e Bajouca onde regressaram às 22h00, felizes sobretudo com a notícia de que a sua generosidade acaba de contribuir para que os habitantes de Chalaua já disponham de água com fartura recolhida do furo da generosidade.....

-------------------------------------

Da Bajouca a Tortosendo, em imagem:

Algures na descida das Penhas da Saúde, para aliviar....

 

Porto da Raiva- área de serviço

Seia - restaurante miradouro

Seia - Museu do Pão

Serra da Estrela -Lagoa Comprida

Serra da Estrela - Torre

 Seminário de Tortosendo, rodeado de pomares.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:33


1 comentário

De mgraça a 23.10.2008 às 00:49

Bonito este edificio do Seminário e o pomar á volta; confesso que só tinha conhecimento do Verbo Divino de Fátima, aliás onde estudaram vários familiares meus.muito menos fazia ideia do de Almodôvar apesar de ir lá muitas vezes.Notável como ainda há pessoas capazes de se uniram por essa causa do furo para terem água lá em Moçambique, tão longe!-Ainda bem que se encontra ainda generosidade-A igreja também deve ser linda vendo-se o altar-mor,Muito bem esse passeio e mais uma vez com belas imagens.Vá sempre e traga-nos essas lindas histórias,tanto relatadas ,como fotografadas-Um abraço

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D