Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Versos de rima plastica

por aquimetem, em 03.02.14

     De 04 de Março a 30 de Abril vamos ter na Cidade Invicta o prazer de ver a arte do consagrado pintor António Carmo em exposição na GALERIA SÍMBOLO, à Rua Miguel Bombarda, Nº451- 4050-378 - Porto. Uma das mais recentes exposições suas foi em Évora, como a seu tempo vi anunciada com destaque:  "A Câmara Municipal de Évora inaugura hoje, dia 14 de Dezembro, sábado, pelas 16 horas, no Palácio de D. Manuel, uma exposição de pintura intitulada "Ao Encontro da Poesia", da autoria do artista plástico António Carmo.

A pintura de António Carmo é caracterizada por uma explosão de cores e por um estilo muito próprio, que o identificam facilmente como o autor das suas obras. Estas marcas fazem com que o seu trabalho possua uma linha artística que inatamente nos leva a fazer uma interligação mental entre todas as suas obras, como se de um grande mural se tratasse". Não sossega, este artista, com fazer e dar a conhecer a poesia em pintura.

     Sou leigo na arte da paleta e pincel, bem como nos segredos do traço geométrico que os mestres imprimem nessa Arte, mas tenho muita admiração pelos artistas que nessa atividade  consomem o seu talento e dedicação. Além de que como apreciador que sou, desta e doutras áreas do saber, procuro colher, na critica da especialidade, quem me dê sinais do que devo ler e ver. Foi o que, neste caso, aconteceu ao ver um cartaz com o nome do pintor António Carmo, figura de quem só posso falar da simpatia, fino trato e qualidades humanas que lhe reconheço; de sua nobre profissão só lendo ou escutando quem do ofício perceba.

      Assim fiz agora. Fui-me ao que do artista diz a critica especializada e logo dei com esta interessante  radiografia feita por Maria João Fernandes:

"O vitalismo e a intensidade lírica são talvez os aspectos que de imediato nos seduzem na pintura de António Carmo. Uma pintura solar de expressivos contrastes pontuados pela presença de cores primárias, os ritmos dançantes animados de audaciosas transparências e uma depuração geometrizante  que se liga à voluptuosa encenação da cor desposando as formas generosas, rubencianas”. E conclui: “ A pintura de António Carmo desenha um limiar, oferece-nos o horizonte do possível. Horizonte de uma totalidade pressentida, ausente e presente, mágico encontro com a poesia”.

       Desde 1968 que, António Carmo, vem apresentado os seus trabalhos individuais e colectivos nos mais diversos locais e galerias do país e estrangeiro; com quadros em permanência na Galeria Albert I em Bruxelas, muito premiado e com ilustrações em jornais e livros de vários autores portugueses.  Os portistas e os nortenhos vão ter mais uma vez boa oportunidade de ver e apreciar o talento deste consagrado pintor plástico alfacinha que durante o mês de Março e Abril vai expor na Galeria Símbolo, na Rua Miguel Bombarda. A finalizar, e à volta do tema, recordo em louvor da arte, com Plabo Picasso: " A pintura nunca é poesia. É poesia que se escreve com versos de rima plástica".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:07



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D