Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Comer Castanhas a Tortosendo

por aquimetem, em 28.10.10

           No passado domingo, dia 24 de Outubro, foi o Dia Mundial das Missões, que Bento XVI em mensagem, à volta do evento, dirigida a todos os cristãos do mundo, lembrava: " O mês de Outubro, com a celebração do Dia Mundial das Missões, oferece às comunidades diocesanas e  paroquiais, aos Institutos de Vida Consagrada, aos Movimentos Eclesiais, a todo o povo de Deus a oportunidade de renovar o compromisso de anunciar o Evangelho e dar às actividades pastorais  um amplo folgo missionário". Foi também com esse objectivo que em 1925 na diocese da Sardenha (Itália) a iniciativa nasceu e teve a pronta aprovação do Papa Pio XI. Desde essa data também entre nós a efeméride se festeja anualmente  no 4º Domingo de Outubro.

         À semelhança de tantas outras comunidades, também os Missionários do Verbo Divino que desde 1949 trabalham em Portugal, costumam dar particular destaque a este acontecimento, o qual costumam aproveitar para então fazer o balanço anual das suas actividades missionárias e anunciar novos projectos de solidariedade para com os mais pobres e desprotegidos. O local escolhido tem sido o Seminário de Tortosendo (Covilhã), a Casa-Mãe, onde a Congregação iniciou, entre nós, a sua actividade de educar e formar. Este ano uma vez mais assim aconteceu e com um programa a merecer o apreço dos muitos participantes e Amigos do Verbo Divino (AMIVD). 

          Com um Convívio Missionário muito singular, O Dia Mundial das Missões foi ali festejado deste modo: Para os de mais longe, entre as 12h30 e as 13h45, um almoço partilhado, no Refeitório; às 14h00, Feira Missionária; às 15h30, Oração Missionária, que finalizou  com a palavra do Superior Provincial, Padre José Antunes da Silva, anunciando o encerramento das comemorações do 60 anos da Congregação entre nós, e também do encerramento do Projecto HAITI que decorreu no ano 2009/10. 

          Também o Padre Soares aproveitou aquele momento para informar que o novo projecto 2010/11 se vai destinar ao Centro de Acolhimento Arnaldo Janssen, empenhado no apoio aos "Meninos de Rua de Luanda", e ainda  saudar e agradecer a presença dos seus generosos conterrâneos bajouquenses que em numero significativo ali se deslocaram acompanhados do pároco, Sr.  Padre Abel.

 

          Seguiu-se o tradicional Magusto cujas castanhas o Seminário ofereceu, quanto ao acompanhamento... (bolos, licores, etc..., etc...) cada um levou de casa. O Fernando Ladeira, além do farnel levou um "cartucho" de 5L e uma "Perna" de pata negra que o Arménio Sarradela ocupou o tempo todo de Convívio a dissecar e distribuir pelos participantes. Sobrou apenas o osso que mesmo assim ainda foi leiloado e graças ao Sr. Padre Abel rendeu €17 que no HAITI  ou em Luanda são preciosos.

  

           Só pelo prazer de acompanhar o grupo que o generoso casal José Soares e D. Fernanda arrasta com eles nestes passeios de missão e  serviço comunitário nunca me farto de como agora "furar" a Gardunha para ir comer castanhas a Tortosendo, e recomendo que grupo e as deslocações aumentem.      

          Faltava este vídeo para retratar o animado magusto, têm-no agora

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:24


ouvir cantar o fado

por aquimetem, em 18.11.09

 

          O Verbo Divino é uma comunidade religiosa de leigos e clérigos que além da evangelização prima por fomentar a cultura e apoiar as carências sociais que lhe são reclamadas. Tem em São Arnaldo Janssen, o seu fundador, no ano 1879; e em São José Freinademetz, o seu primeiro missionário.  Em Portugal o seminário de Tortosendo (Covilhã) é a  casa-mãe dos primeiros padres missionários portugueses do Verbo Divino a que já aqui me referi em post de 22 de Outubro do ano passado. Se a primeira visita que ali fiz foi para assistir  a uma feira missionária cujo objectivo consistia em angariar fundos para um furo de água em Chalaua (Moçambique), desta vez a proposta foi assistir a uma noite de fados destinando-se a receita ao "projecto missionário 2009" ou seja à  construção de "casinhas para leprosos de Timor".

          Habituados a estas santas aventuras, no sábado, dia 14, depois de almoço, um grupo de bajouquenses, amigos do Verbo Divino (AMIVD) no qual me integrei, partiu  da Bajouca Centro  e por Ansião, Figueiró dos Vinhos, Sernache do Bonjardim e Sertã atravessou a Gardunha para ao fim da tardinha chegar a Tortosendo. O tempo ajudou e após o Sr.  Padre Soares nos receber com aquele seu hospitaleiro sorriso e nos distribuir as dormidas  foi descer ao refeitório para um jantar partilhado do que cada um levou. Entretanto a hora vai se apróximando, as  21h30, e com ela também os artistas e os muitos apreciadores que encheram por completo uma  grande sala,  a bom gosto decorada. Adorei, não apenas pelo fim a que se destinava a receita, mas também pelo belo espectáculo que aqueles generosos profissionais de cordasgarganta  nos proporcionaram em noite de fado. Parabéns!  

          O lema, deitar cedo e cedo erguer, só  no levantar se respeitou. Foi deitar tarde para no Domingo, dia 15, às 08h30 estarmos todos  prontinhos à saida do seminário e com o pequeno almoço comido ir visitar as termas de Unhais da Serra que remodeladas com modernas instalações reabriram este ano.

          Unhais da Serra é uma importante freguesia do concelho da Covilhã e fica na estrada de Tortosendo  para Coimbra, por Vide ou Alvoco da Serra. O seu "AquaDome é o primeiro Mountain Spa do País e, um dos maiores da Europa como conceito integrado 100% wellness, permitindo aliar a saúde à prevenção e ao bem-estar, em quatro grandes áreas funcionais. Fisicamente ligado ao H2otel, disponibiliza em exclusivo serviços integrados de Medical Spa, também com actividades outdoor, em pleno Parque Natural da Serra da Estrela". O video dá do exterior uma breve imagem.

          Finda a visita por volta das 9h30 deu-se inicio à viagem de regresso a casa, com passagem por Tortosendo, Caslelo Branco e Proença-a-Nova direitos à Sertã, onde no pintoresco restaurante da Idalina D.Cardoso (Bº da Ponte Romana) o cabrito no forno marcado para as 12h00, nos aguardava. 

          Ao lado do restaurante a ponte de estilo romano sobre a ribeira da Sertã.

          Após o almoço partimos por  Pedrógão Pequeno direitos a Ansião, donde se desviou por Venda do Brasil, Torre de Vale de Todos, São Tiago da Guarda, Rabaçal e Penela, onde a visita ao castelo se impõe e o asseio merece um rasgado elogio. Depois por Pombal e Mendes, foi o regressar à Bajouca para no Café Sousa tomar um cafezinho e fazer as contas à moda do Porto. E a pesar da chuva quem estava sem Missa poder aproveitar ainda para assistir à eucaristia dominical nas  freiras de Monte Real às 18h00. Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos. Não fora assim também não fazia sentido andar tanto para  ouvir cantar o fado 

          Uma perspectiva do castelo

          Uma panorâmica da vila de  Penela vista do seu castelo. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:12


furo da generosidade....

por aquimetem, em 22.10.08

Tortosendo - Seminário do Verbo  Divino

           O Verbo Divino é uma comunidade religiosa e missionária de leigos e clérigos, provenientes de diversos países e culturas, que se reúnem em comunidade para levar a todos a Boa Nova do Amor de Deus. O seu fundador foi Arnaldo Janssen, um sacerdote alemão que na Holanda transformou esse sonho em realidade, no ano de 1879.  Nesta altura está  a decorrer o Ano Jubilar que teve início no passado dia 28 de Janeiro para assinalar os cem anos da morte de São José Freinademetz, o primeiro missionário do Verbo Divino, e que encerrará no próximo dia 15 de Janeiro de 2009, com o centenário da morte de santo Arnaldo Janssen.  

Capela do Seminário, onde se  pode ver  os retratos

de Santo Arnaldo e São José Freinademetz.

Igreja paroquial de Tortosendo,

consagrada a N.S. da Oliveira

interior da igreja - Altar-Mor

          Esta Comunidade veio para Portugal na década de 40, guiada pelos seguintes propósitos: contribuir com o seu carisma para uma maior consciencialização missionária do povo português e promover as vocações missionárias. O local escolhido foi uma velha casa situada na Quinta do Prazo, nas imediações da então muito industrializada vila de Tortosendo, importante freguesia do concelho da Covilhã, consagrada a Nossa Senhora da Oliveira. É nesse frondoso e acolhedor espaço rural que não demorou a construção de um amplo edifício destinado a receber e formar potenciais candidatos a missionar e que a quinta em boa parte abastecia de fruta, azeite, hortaliça, e o mais ali produzido.

          Desta que em Portugal é a casa-mãe - surge em 1949- , vão sair os primeiros padres missionários portugueses do Verbo Divino, e dali vai também a Comunidade em causa irradiar os seus frutos culturais  e apostólicos pelo país fora, abrindo outros espaços de formação e labor: Guimarães, em 1952; Fátima, em 1953; Lisboa, em 1968, e Almodôvar, em 1993.

          Aproveitando o Dia Mundial das Missões que ocorreu no passado domingo, dia 19, um representativo grupo de fiéiis da comunidade paroquial de Santo Aleixo da Bajouca-Leiria, encabeçado pelo seu pároco, Sr. Padre Abel, deslocou-se em passeio de missão e cortesia até Tortosendo, para com a comunidade local e os amigos do Verbo Divino festejar a data. Pesou aqui a já muito divulgada notícia do "projecto missionário 2008" que o Verbo Divino,  atendendo à solicitação da Irmã Luísa Fagundes, uma brasileira radicada em Chalaua (Moçambique),  lançou no sentido de com  a generosidade dos Amigos do Verbo Divino arranjar verba para  mandar abrir um "furo de água" naquela localidade onde os nativos têm, tinham, que percorrer ( 10, 15, 20 ou mais quilómetros) para apanhar um pouco de água de má qualidade.  A campanha foi lançada e com muita generosidade e labor dos Amigos do Verbo Divino(AMIVD) conseguiu-se o dinheiro necessário para fazer o furo.

          A Bajouca, onde uma dinâmica  equipa dessas generosas almas tem morada, esteve desde a primeira hora empenhada no projecto: com diversas feiras missionárias, almoços-convívio, pão cozido e vendido para esse efeito, etc.etc. Por isso mais esta deslocação a Tortosendo, com saída na manhã de sábado, dia 18, e passagem por Figueira da Foz, Porto da Raiva (pq almoço na áre de serviço), Oliveira do Hospital, Seia (almoço e visita ao Museu do Pão), Lagoa Comprida, Torre, Penhas da Saúde, Covilhã e recepção amistosa no Seminário de Tortosendo, onde se jantou e pernoitou.

          No domingo, depois  do pequeno almoço, foi celebrada Missa, ás 11h00, na igreja paroquial de Tortosendo pelo pelo Padre Soares, do Verbo Divino, que o Padre Abel, pároco da Bajouca, concelebrou.  E por volta das 13h00 as portas do refeitório do seminário foram abertas para servir o almoço aos participantes nessa jornada de solidariedade, muito animada com "feira missionária" que abriu às 14h00; Oração Missionária - DOMUND 2008, que na capela do seminário teve início às 15h30, e um magusto aberto a toda a comunidade tortosense que principiou às 16h30, e onde o vinho da "Pedra do Urso" foi rei...  

Aqui o Sr.  Pe. Soares dá a noticia e mostra um DVD onde 

 se vê o momento exacto em que do furo jorrou água, e...

houve festa com tambores, em Chalaua.

          Com os olhos radiantes e a alma agradecida por este passeio e convívio, os bajouquenses cerca das 18h00 deixaram Tortosendo, agora pelos túneis da Gardunha, Castelo Branco, Sobreira Formosa, Pedra do Altar, Ansião, Pombal e Bajouca onde regressaram às 22h00, felizes sobretudo com a notícia de que a sua generosidade acaba de contribuir para que os habitantes de Chalaua já disponham de água com fartura recolhida do furo da generosidade.....

-------------------------------------

Da Bajouca a Tortosendo, em imagem:

Algures na descida das Penhas da Saúde, para aliviar....

 

Porto da Raiva- área de serviço

Seia - restaurante miradouro

Seia - Museu do Pão

Serra da Estrela -Lagoa Comprida

Serra da Estrela - Torre

 Seminário de Tortosendo, rodeado de pomares.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:33


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D