Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O Patrono da Bajouca

por aquimetem, em 22.08.13

 031.JPG

           Uma homenagem, ainda que singela, a todos os voluntários que de um modo ou outro deram forma e dinâmica ao Restaurante das Festas de Santo Aleixo é como que um dever de quem durante o tempo de festança ali se serviu ao jantar. Mas para melhor informação o blog : http://terrasdolis.blogs.sapo.pt é um bom auxiliar.

          Do pessoal mais próximo das instruções do mestre Lino até ao controlador da entrada dos utentes no restaurante, o Carlos Pedrosa, tudo funcionou como de profissionais nas diversas funções se tratasse. Só na Bajouca se vê disto!

          Da copa ao balcão e do balcão às mesas, todas as fases do serviço de restauração primam por ser agradaveis não apenas ao paladar, mas também aos olhos do mais exigente cliente. 

           Aqui um dos intermediários  entre os serventes à mesa e os responsáves por fazer as doses. Que são sempre bem servidas, como esta que me parece de febras. 

           Tudo mexe, minha gente, e de pequenino é que se torce o pepino.

 

            E tudo de cara alegre 

 

          Trabalho não faltou a esta e outras equipas.

           No controle...das sobremesas, caras bem conhecidas da Bajouca

 

          Ainda dá tempo para dois dedos de conversa

           Uma boa companhia de apreciadores também é um incentivo para quem trabalha

 

           Tudo aposto para de pés e mãos servir às mesas até ao lavar das panelas.

 

           Estas e estes não podem ficar de fora

 

           Não é medalhada..., mas  todos quantos trabalharam nas festas de Santo Aleixo, bem o mereciam ser. Mais do que alguns atletas profissionais.

 

 

           Boa disposição não falta

          Tio e sobrinha separados por cruzeiro

 

           Uma mesa cheia, com Capitão... no topo

          Todo risonho o Augusto, ainda nem o prato virou. Haja bom humor que o jantar depois até sabe melhor

 

           Cara de mau, mas é só a fingir

           E toda a nossa gente reina

 

          Sem outro objectivo senão felicitar toda a comunidade bajouquense, mas em particular quem fisicamente trabalhou durante os dias festivos no restaurante que é sem dúvida um dos principais atrativos a fazer deslocar à Bajouca inúmeros apreciadores da boa culinária regional, as fotos com que ilustro este post não obedeceram a qualquer critério selectivo, são fruto de uma brincadeia de ocasião que serviu para ocupar o tempo enquanto se esperava  pelo jantar.  Apanhei quem calhou apanhar e por isso os que a objectiva ignorou que não fiquem melindrados. Para os louvar e agradecer lá está Santo Aleixo, o Patrono da Bajouca.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:08



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D