Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




não é com tristezas que se pagam dividas!

por aquimetem, em 18.01.10

          Este grupo familiar que no passado dia 20 de Dezembro almoçou na minha residência em Lisboa, hoje já não contaria com os mesmos elementos, pois que entretanto, com apenas 40 anos de idade,  Deus chamou para junto de si a Isabel Afonso que partiu deixando  marido, 3 filhos e muitos familiares e amigos em lágrimas de sentida dor. Faleceu a  7 do corrente vítima de doença  que não perdoa. Não figura nesta foto.

          Custe o que custar, no fim da Missa do Galo a equipa de jovens encarregada de construir  o presépio da Bajouca  tem a obra pronta. E é tal a confiança que Sr. Padre Abel tem nessa  dinâmica juventude que mal acaba a eucaristia logo se encaminha para o adro a fim de benzer o labor dos jovens em honra Menino Jesus. É um dos presépios mais visitados da região por altura da quadra natalícia.   

          Depois da inauguração do presépio é costume além de familiares e amigos  juntar também em minha casa a equipa de jovens que nele trabalharam. Neste ultimo Natal não puderam comparecer e assim a noite de Natal foi menos participada, mas como prenda do Menino Jesus recebi a visita da minha "africana" que de mão no queixo conversa com a prima Isabel que já não voltará  a ver com vida. 

          Festa é festa, e como diz o outro "Morra Marta, mas morra farta!". Ora como o dia de natal não é exclusivo do Deus Menino, mas também de quem como Ele nasce ou nasceu a  25 de Dezembro, lá tive que ir a casa da minha cunhada Beatriz dar os parabéns por mais um aniversário (83) e adoçar  a boca depois de um lauto jantar servido na alpendurada da sua hospitaleira casa.  

          E como "não há uma sem duas, nem duas sem três", na Passagem do Ano  foi o Zé da Prazeres a escolher o mesmo espaço para também festejar mais um aniversário seu. Aqui o temos apoiado à mesa dos doces e olhar para o passarinho...Bela passagem de ano! 

         No sábado, 2 de Janeiro regressei a Lisboa, e no mesmo dia fiquei sem computador que só no sábado, dia 16, me foi entregue. Neste lapso foi o regresso da minha filha a Angola, o falecimento da minha sobrinha, em Leiria, e o IV Encontro dos Reitores dos Santuários de Portugal que decorreu na Casa de Nossa Senhora do Carmo, em Fátima, nos dias 11 e 12 deste mês, e no qual participei em representação e como leigo. A Eucaristia de encerramento do encontro que decorreu na capelinha das Aparições foi presidida pelo Reitor do Santuário de Fátima. Foi uma boa maneira de recuperar algumas das energias espirituais que por vezes os contratempos nos consomem e assim começar o 2010 de cara alegre e bem humorado comigo e com os demais, pois alegria é do que este Portugal mais precisa e além disso não é com tristezas que se pagam dividas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:11


10 comentários

De mg a 19.01.2010 às 12:58

Livra que o Conterrâneo não morre de tédio, isso não! Este post devia ter como título: A quinhentos à hora...
Lamento o da sua sobrinha Isabel, que triste!Ainda bem que a sua Doutora esteve por cá no Natal!Pais babados!
Bonita aquela cerimónia em Fátima, dos Reitores dos Santuários, onde esteve infiltrado também , em "Retiro Espiritual".Era o que precisava depois de tantos comes e bebes...
Muito bonita e adequada a construção do Presépio da Bajouca, mas é pena não se ver o Menino Jesus e os Pais dele, só se vêm ovelhas...
P´ró ano tem de estar mais completo.

De aquimetem a 20.01.2010 às 00:25

É como vê, para dar ao dente é cá com ele! Rápido como uma lebre . Mas devo dizer que sou muito moderado nas petisqueiras, aprendi com os tempos da minha juventude, e para o mesmo nos estão a empurrar os governantes que temos, a ser regrado no comer que não abundava como agora na mesa da gente humilde. Mas cá chegamos e rijos como o granito da nossa montanha transmontana. Como vê a vida é composta de alegrias e de tristezas e a recente quadra natalício deu-me um bocadinho de tudo. Há que dar graças a Deus sobretudo porque estamos vivos. Foi o que fiz em Fátima onde me lembrei das pessoas minhas conhecidas. Quanto ao Presépio, tem razão, mas as figuras de que fala, este ano, por causa do frio acomodaram-se no interior da cabana... Um abraço do conterrâneo agradecido.

De Costeira da Murta a 19.01.2010 às 17:53

Para os amigos, tudo!
Nem o frio de rachar que se fez sentir nesta quadra festiva do Natal e Ano Novo, fez esmorecer os ânimos da juventude da Bajouca . Não é para menos depois de tanto empenho a construir um monumental presépio nas tardes e noites geladas dos finais de Dezembro. O Menino Jesus lá terá as suas razões para não se ter exposto perante o repórter! Talvez o mais importante é Ele habitar nos nossos corações, onde nem sempre, digo eu, porventura é bem acolhido…
Acolhê-Lo e dar-Lhe graças por tudo o que temos e somos é reconfortante, mas Deus sabe o que sofremos com a perda dos nossos amigos. É que já é o segundo filho da Ti Beatriz Rata que Deus chama, dizemos nós, antes do tempo. Mas naquela família respira-se um ambiente especial, diria até, exemplar e sei que há bons amigos de sentinela prontos a colaborar e a ajudar em tudo o que for preciso aos quem têm agora que seguir em frente. Daqui mando um forte abraço ao Rui aos três pequenos.
Passei alguns dias na Bajouca e à semelhança de outras famílias igualmente numerosas, verifiquei que para a da Rua dos Afonsos, basta “tocar o sino” e enquanto “o diabo esfrega um olho” reúnem-se mais de trinta de volta da panela da sopa.
Bem hajam todos e o meu muito obrigado ao sempre atento e oportuno repórter.

De aquimetem a 20.01.2010 às 01:25

Bem haja!
Da Costeira da Murta já tenho a localização do topónimo, do Costeira da Murta apenas tenho a certeza de que é alguém que muito melhor do que eu conhece a Bajouca no tempo e no espaço. Depois a forma como redige os seus comentários não deixa esconder a carga cultural e moral de que é possuidor e com toda a simplicidade cativa quem o lê. Pela aragem se vê quem vai na carruagem. Os meus parabéns, e oxalá possa continuar a merecer tê-lo por visitador e autorizado comentador dos meus esboços relacionados com a Bajouca . Um agradecido abraço, ao distinto Encoberto....

De mg a 20.01.2010 às 13:40

Pois...Mas vou já aqui fazer queixas do Senhor, diante do Sr.Costeira da Murta!!
É que o Sr. Costa Pereira não descansou enquanto não virou a Sra.da Graça em Mondim de Basto, para o lado de Vilar de Ferreiros; agora só promove a Bajouca em tudo quanto é post; a Sra. da Graça mais o Monte Farinha estão para lá para trás esquecidos, com a promessa de "Lá Voltar se Deus quiser", mas não voltou mais...!!
Está bem que o pessoal da Bajouca é 5 estrelas, mais as mesas sempre postas à maneira; mas ...
Ora valha-me Nossa Senhora, qu`a nossa Senhora está abandonada!

De aquimetem a 20.01.2010 às 15:09

Olhe quem não, olhe que não! Manso como as pombas, mas prudente como as serpentes. A Senhora da Graça que é a mesma de Fátima e dos demais locais que a Nossa Senhora são consagrados jamais por mim é desprezada, não foi por a caso que recentemente me infiltrei no meio dos Reitores dos Santuários de Portugal. O meu abraço e grato pela visita. É verdade, os bajouquenses são mesmo de 5 estrelas! Um dia que calhe marque um visita até lá.

De Costeira dea Murta a 21.01.2010 às 18:28

"Dar de beber ao gado"
Também acho que não e até lhes posso confidenciar o que foi do conhecimento de um punhado de gente da Bajouca .
A coisa passa-se nos finais de Agosto do ano transacto em que pela mão do distinto repórter, rumou à Senhora da Graça um grupo de próximos e abençoados amigos e por lá se divertiram e rezaram.
O problema foi que alguns tiveram que andar com o "carro às costas"!
O "espada" em que alguns se fizeram transportar foi-se abaixo e os muitos cavalos do dito tiveram que ficar em Guimarães uns dias "a matar a sede".
Mas segundo os relatos, essa ocorrência, foi mais uma oportunidade para o grupo ficar mais unido e solidário e acabaram por regressar todos são e salvos e... felizes.
Ao repórter e restante companhia, as minhas desculpas por esta inconfidência, que julgo não ter melindrado ninguém.

De aquimetem a 22.01.2010 às 00:51

Muito me conta! Afinal está muito mais bem informado do que eu, acerca dos eventos que se desenrolam dentro ou á volta da capital do barro leiriense. Folgo que assim aconteça pois é sinal que a terra do missionário timorense Padre Jerónimo continua a ter filhos de saber e cultura atentos aos acontecimentos locais e quando necessário for a darem aquele empurrão que não deixa que as terras e as pessoas adormeçam ou como o "espada"do João se vão a baixo por falta de sopas de cavalo cansado ...Os meus parabéns. E já agora porque falou duma visita à Senhora da Graça eu aproveito para o convidar a fazer o mesmo, o lugar é convidativo e dispõe de um óptimo centro de apoio ao peregrino, ou mero visitante. Se não fosse o caso do anonimato até me oferecia para cicerone, assim nada feito. Um abraço e bfs .

De mg a 22.01.2010 às 16:59

Vê? É assim que eu o apanho!!Vossemecê não queria dizer que essa coisa de empanar um dos carros da caravana, já era a Nsa.Senhora da Graça chamá-lo a si, à atenção do pouco caso que lhe tem dedicado...Ela já sabia que o Conterrâneo iria fazer uma ausência brutal, lá no post dela!!
Nsa .Senhora prevê tudo, com muita antecedência...Ora toma que já almoçaste! (como diz o senhor).
Abençoado o sr.Costeira da Murta, que nos vai contando...
Só tem perdão, por ter ido lá para o pé dos Reitores dos Santuários de Portugal, a ver se cai "algum" lá para o Monte Farinha, de contrário, bem podia fugir.
E já cá não está quem falou!
Bom fim de semana e tb.p/o Sr.Costeira da Murta.

De aquimetem a 27.01.2010 às 12:43

A minha conterrânea é terrível, não lhe escapa uma! É verdade que não tenho dedicado o tempo que merece aos nossos torrões de origem, mas o nosso coração sente por eles muito do seu bater. E já agora fique sabendo que valeu apena acamaradar com tão ilustre agrupamento sacerdotal pois facilitou que no site dos Santuários de Portugal figure também o Santuário de Nossa Senhora da Graça. Como vê dar passos em vão não é muito cá comigo. Um abraço.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D